Clareamento Dental

Clareamento Dental

O clareamento dental é uma técnica que se tornou muito popular nos últimos anos devido ao apelo estético por dentes brancos e bem alinhados.

Há, basicamente, duas formas possíveis de clarear os dentes: o clareamento por meio de luzes (Halógena, LED ou Laser) e o clareamento dental caseiro.

Os resultados de ambos os métodos são semelhantes, o que varia é a duração dos procedimentos. O tratamento com luz é bem mais rápido por utilizar um gel clareador bem mais forte que o gel utilizado no clareamento caseiro (Peróxido de Carbamida). Enquanto os ativados por luz proporcionam resultado imediato, o tratamento caseiro leva pelo menos três semanas.

Preparação Antes do Clareamento
Antes de branquear, os dentes devem estar os mais limpos possíveis. O ideal é fazer o tratamento logo após uma limpeza dentária, para o que o peróxido entre em contato direto com o esmalte e não com a placa. Se o paciente apresentar cáries ou tártaros, estes devem ser removidos.

Se as raízes dos dentes estiverem expostas estas não vão branquear uma vez que não estão cobertas por esmalte. Se o paciente apresentar restaurações, estas também não vão branquear pelo que possivelmente poderá ser necessário fazer a sua substituição após o branqueamento.

Tipos de Clareamento
Clareamento a Laser

Com esse procedimento, os dentes ficam claros em 40 minutos. A boca é protegida por uma máscara de borracha que deixa apenas os dentes à mostra. Em seguida, é aplicado um gel à base de peróxido de hidrogênio, uma substância poderosa que elimina as manchas. O laser é passado dente a dente com uma espécie de caneta que remove os pigmentos.

Moldeira Pré-Fabricada
Em uma moldeira é aplicado um gel de peróxido de hidrogênio, que penetra nos dentes e quebra as moléculas que causam o aspecto amarelado. A moldeira deve ser usada duas vezes ao dia, por 20 minutos, durante uma semana. A desvantagem é que esse tipo de moldeira é fabricada em tamanho único e pode ficar apertada ou folgada, sensibilizando a gengiva.

Molde Individual

O dentista providencia um molde sob medida para seus dentes, onde deve ser colocado um gel oxidante. O paciente usa a moldeira em casa, em geral ao dormir, por dez dias. Apesar de ser um tratamento caseiro, ele deve ter a orientação do dentista.

Fitas Adesivas

Vendido em farmácias, esse tratamento também é à base de peróxido de hidrogênio. As fitas devem ser aplicadas nos dentes duas vezes ao dia, por 30 minutos, durante duas semanas. Um fator positivo desse tratamento é que as fitas adesivas não entram em contato com a gengiva.

Além disso, se o resultado não for o esperado, elas podem ser reaplicadas. O ponto negativo é que elas cobrem apenas os dentes da frente.

Pincel
Nesse tratamento, o agente responsável pelo clareamento é o peróxido de carbamida. Com um pincel, basta aplicar o gel duas vezes ao dia, durante duas semanas, e reaplicá-lo a cada seis meses. Pela alta concentração do peróxido, ele age de maneira eficaz e não precisa ser aplicado em todos os dentes. O problema é que há um certo risco de ingerir o produto – os especialistas ainda não sabem se ele causa ou não danos à saúde.

Cremes Dentais Clareadores

As pastas de dente específicas para clarear podem ser usadas diariamente. Até ajuda a clarear, mas o resultado é o mais demorado. Componentes como o bicarbonato de sódio e a sílica são os responsáveis por limpar e alisar a superfície do dente. Esse é o método mais simples e barato.

Cuidados Pós-Clareamento
Clarear os dentes exige cuidados especiais no pós-tratamento e, principalmente, na escolha do método e dos produtos que farão o branqueamento. Alguns produtos, geralmente caseiros, podem atingir e matar a polpa dentária (parte viva do dente), provocando sensibilidade exacerbada e possibilidade de fraturas.

Leia também: WhiteDent funciona

Para manter seu sorriso mais branco e bonito você deve:

Escovar os dentes três vezes ao dia com um creme dental clareador.
Usar fio dental diariamente para remover a placa que se aloja entre os dentes e abaixo da gengiva.
Usar produtos que contenham flúor, inclusive o creme dental.
Evitar o cigarro. Ele é um dos maiores causadores de manchas nos dentes.
Dosar o consumo de café, chá preto, vinho tinto, molho de tomate e refrigerantes. Beterraba e frutas vermelhas também mancham os dentes. Escove-os bem após ingerir algum desses alimentos.
Se possível usar enxaguantes bucais clareadores.
É fundamental que todo paciente siga a orientação do seu dentista, que realizará o monitoramente do tratamento de clareamento dos dentes do início ao fim. Não é recomendado adquirir produtos de clareamento em farmácias e drogarias, pois estes produtos não tem a mesma eficiência daqueles usados pelos profissionais e podem provocar sensibilidade com frio e quente, e nenhum resultado aparente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *